(Créditos da imagem: MASA).

Um foguete da SpaceX enviará dois astronautas americanos para a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) em 27 de maio, anunciou a NASA na sexta-feira (17), o primeiro voo espacial tripulado dos Estados Unidos em quase uma década.

“Em 27 de maio, a NASA lançará novamente astronautas americanos em foguetes americanos de solo americano!”, disse Jim Bridenstine, chefe da agência estadunidense.

Desde julho de 2011, os Estados Unidos contam com foguetes russos da Soyuz para enviar astronautas americanos para a ISS.

A NASA pretendia conduzir a missão tripulada em maio e segue o plano apesar da pandemia global de coronavírus. Os astronautas Robert Behnken e Douglas Hurley voarão para a ISS em um foguete SpaceX Falcon 9 a bordo de uma espaçonave Crew Dragon, também construída pela SpaceX, empresa fundada pelo empresário Elon Musk.

Eles decolarão às 16:32, horário local (20:32 UTC), em 27 de maio, da histórica plataforma de lançamento 39A, a mesma usada para as missões Apollo e de ônibus espaciais, no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, informou a NASA.

Behnken e Hurley treinam há anos para a missão, que aproxima os Estados Unidos de não depender mais da Rússia para vôos tripulados.

A cápsula Crew Dragon é uma versão modificada da cápsula Dragon da SpaceX que é usada para enviar suprimentos para a ISS desde 2012.

Após a decolagem, levará aproximadamente 24 horas para atracar na ISS. O tempo de permanência a bordo da ISS não foi determinado.

Um astronauta americano e dois cosmonautas russos estão atualmente a bordo da ISS.

A missão de maio será um marco para a NASA, que teve problemas para virar a página na era dos ônibus espaciais. Os ônibus espaciais transportaram astronautas americanos para o espaço por três décadas, mas dois deles também explodiram.

Depois de abandonar o ônibus espacial, a NASA se voltou para a indústria privada para desenvolver sua nave espacial de próxima geração, e a SpaceX e a Boeing estavam competindo no lançamento de uma cápsula tripulada. A SpaceX criou o Crew Dragon e a Boeing produziu o Starliner, mas o Starliner sofreu um revés em dezembro, durante um teste.

A SpaceX agora está pronta para se tornar a primeira empresa privada a enviar astronautas ao espaço.

Em março, a cápsula Crew Dragon de Musk fez uma viagem de ida e volta à ISS, que está em órbita a mais de 400 quilômetros acima da Terra, com um manequim a bordo, antes de retornar ao Atlântico após seis dias no espaço.

A SpaceX fez a viagem 15 vezes desde 2012, mas apenas para reabastecer a estação. [ScienceAlert].