(Créditos da imagem: Reprodução/Fillthewell).

Nos dias 21 e 22 deste mês acontece o pico da chuva de meteoros Líridas, que será visível em todo o Brasil.

Essa chuva de meteoros tem o nome de Líridas por acontecer próxima da constelação de Lira. A órbita do nosso planeta passará perto da zona de detritos deixados pelo cometa Thatcher (C/1861 G1) que serão atraídos pela força gravitacional da Terra, brilhando ao entrar na atmosfera terrestre. As Líridas podem produzir até 15 meteoros por hora, sendo que em alguns anos este número pode chegar a 100.

Neste ano, para a nossa sorte, a Lua não estará no céu durante a chuva. Por conseguinte, os meteoros não serão ofuscados pelo brilho do nosso satélite natural, possibilitando uma ótima visualização do fenômeno.

Publicidade
Use a estrela Vega como referência na localização. (Créditos da imagem: Stellarium/Ciencianautas).

Para observar o evento, basta procurar pela constelação de Lira através da sua brilhante estrela Vega, ao nordeste, a partir da meia-noite.

Não é necessário o uso de equipamentos astronômicos para observar uma chuva de meteoros, mas é importante um céu noturno escuro. Assim, para observar o espetáculo de uma chuva de meteoros, desloque-se para uma zona com pouca poluição luminosa.

Publicidade
Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.