(Créditos da imagem: Beto Espercot/NSC TV).

Uma equipe de médicos catarinenses realizou com sucesso no último sábado (22) a primeira cirurgia robótica do estado de Santa Catarina. A paciente, uma das pioneiras da nova tecnologia no estado, teve alta um dia após a operação.

  Larissa Maria de Alencar Fernandes, 32, diagnosticada com endometriose, foi submetida a uma cirurgia muito limitada no Brasil, que só pode ser feita em alguns estados brasileiros.

“A vantagem é a precisão, a visão 3D, menor sangramento, além da preservação dos nervos e vasos, que não se pode lesionar. É mais segurança para o paciente”, disse Pedro de Abreu Trauczynski, chefe do Serviço de Cirurgia Robótica do Hospital Santa Isabel, que avaliou a cirurgia de aproximadamente quatro horas como um sucesso.

Publicidade

O robô,  chamado de Da Vinci Si, não é totalmente autônomo e não substitui a presença de médicos. Em vez disso, é necessário que algum especialista comande a cirurgia por meio de controles com rotação em 360 graus.

Procedimento no Hospital Santa Isabel. (Créditos da imagem: Beto Espercot).

O equipamento é indicado para procedimentos complexos em regiões de acesso árduo, como o caso da endometriose. [Sociedade Científica, NSC].

Publicidade
Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.