Gatos têm muitos hábitos estranhos. Estudos mostram que esses felinos domésticos podem perceber claramente contornos, enxergar bem movimentos rápidos e até mesmo reconhecer seus próprios nomes. Contudo, todo dono de um gato sabe que os bichos amam caixas de papelão.

Continua após a publicidade

Nesse sentido, um novo estudo da City University of New York mostrou que gatos podem gostar até mesmo de caixas imaginárias. O estudo foi um projeto científico cidadão realizado durante a pandemia. Ou seja, pessoas não relacionadas à ciência puderam se inscrever e participar do estudo em casa. 500 pessoas se inscreveram para participar do estudo, conquanto apenas 30 tenham realmente terminado a pesquisa seguindo todos os passos.

Os donos dos gatinhos precisavam realizar alguns testes com quadrados de papel. Um deles envolvia colocar um quadrado de Kanizsa no chão. Essa estrutura possui quatro formas parecidas com um pacman que dão a ilusão de formar um quadrado. Os pesquisadores também usaram um quadrado completo de papel e um controle (quadrado de Kanizsa com as formas desalinhadas, não dando a ilusão de ser um quadrado).

A pesquisa mostrou que na maioria dos casos os gatos preferem deitar ou sentar no centro dos quadrados de Kanizsa ou dos completos. Isso indica que esses felinos podem ter uma percepção complexa de contornos e de imaginação de formas, de acordo com os autores.

Continua após a publicidade

Por que gatos gostam de espaços fechados?

Cães e gatos são mamíferos, como nós. Portanto, ambos têm cérebros com semelhanças consideráveis aos nossos. No entanto, os caninos dominam de longe o Universo das pesquisas e artigos científicos e, de acordo com os autores dessa pesquisa, não está claro porquê.

Por esse motivo, ademais, não há tanta base teórica para os resultados, ainda mais com apenas 30 participantes. Todavia, os pesquisadores puderam tirar algumas conclusões importantes da pesquisa.

A pesquisa mostrou que gatos podem perceber contornos imaginários de quadrados.
A pesquisa mostrou que gatos podem perceber contornos imaginários de quadrados.
Reproução/Pixabay/Michael Dahmen

Essa preferência pelas caixas, mesmo imaginárias, pode ter uma forte relação evolutiva. Provavelmente isso ocorre porque os gatos se sentem mais seguros e protegidos dentro desses espaços. Além do mais, a pesquisa mostra que os animais podem divisar contornos, mesmo ilusórios, muito bem. Isso, por conseguinte, indica mais uma proximidade dos felinos a nós, humanos.

Continua após a publicidade

Outro ponto positivo da pesquisa é o ambiente. Devido às restrições sanitárias, todos os donos realizaram os experimentos em casa. Isso permitiu que os animais não tivessem alterações significativas de comportamento devido ao laboratório. Além do mais, o nome da pesquisa também define perfeitamente o comportamento dos nosso amigos felinos desajeitados: ‘‘If I fits, I sits“.

A pesquisa foi publicada no periódico Applied Animal Behaviour Science.
Publicado originalmente por SoCientíficaLeia o original aqui.