(Créditos da imagem: Pixabay).

Uma equipe de oftalmologistas de Israel desenvolveu um colírio capaz de reparar as córneas e melhorar problemas de visão de curta e longa distância.

Conforme os pesquisadores, do Centro Médico Shaare Zedek e do Instituto de Nanotecnologia e Materiais Avançados da Universidade Bar-Ilan, a substância foi testada em 10 porcos e está em fase experimental. O colírio utiliza nanopartículas hipereflectivas encapsuladas de 0,58 nanômetros de diâmetro que são colocadas sobre as camadas mais superficiais da córnea, conseguindo modificar seu estado refracional (seu grau).

A equipe, liderada pelo oftalmologista David Smadja, chegou a mudar até 2 graus de miopia e de hipermetropia nos olhos de porcos.

Publicidade

“O interessante é que ele não notou mudança na curvatura da córnea dos olhos de porco, modo como fazemos hoje com o laser. Olhos míopes tem sua curvatura aplanada e olhos hipermétropes, ao contrário, tem elevada”, explica o oftalmologista Paulo Dantas, especialista em córnea e membro do Conselho de Oftalmologia Brasileiro (COB).

O estudo, que foi apresentado no congresso da Sociedade Europeia de Cirurgia Refrativa em Lisboa, ainda não foi publicado em uma revista científica. A expectativa é que o colírio diminua e até elimine a necessidade de óculos. [R7].

Publicidade

Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

1 comentário

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.