O disco dourado a bordo da Voyager 1, com gravações de sons e imagens de nossa civilização. (Créditos da imagem: NASA).

Quando as duas naves da missão Voyager estavam sendo desenvolvidas — tendo o objetivo de estudar determinados planetas do Sistema Solar e posteriormente vagar pelo espaço interestelar —, os cientistas da NASA, liderados por Carl Sagan, desenvolveram um disco de cobre banhado a ouro (dirigido a qualquer forma de vida extraterrestre) que compila diversos sons da Terra, nomeado “Golden Record”.

Um exemplar foi acoplado a Voyager 1, o artefato humano mais distante no espaço, a mais de 20 bilhões de quilômetros da Terra; o outro está a bordo da Voyager 2, localizada a mais de 17 bilhões de quilômetros de distância do nosso planeta. É possível acompanhar em tempo real onde as sondas estão através do site oficial da missão.

A NASA disponibilizou algumas faixas contidas no disco dourado em sua conta no SoundCloud. Todas as saudações em 55 línguas diferentes foram adicionadas, inclusive a em português, onde uma moça diz: “paz e felicidade a todos”. Em outra playlist, encontram-se 19 sons da Terra como de uma mãe confortando um bebê que chora, o barulho do vento e da chuva, de trens, de carroças e de vários animais.

Publicidade

As músicas existentes no disco provavelmente não foram adicionas por questões de direitos autorais.

Como as sondas são extremamente pequenas comparadas à imensidão do espaço interestelar, muitos consideram improvável que elas sejam encontradas, mesmo que acidentalmente. Se forem encontradas por alguma espécie alienígena, isso só vai ocorrer num futuro muito distante. Portanto, os discos de ouro são mais um tipo de cápsula do tempo do que uma tentativa de comunicação com civilizações extraterrenas.

Publicidade

Confira as playlists abaixo:

Via:Revista Galileu
Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

4 comentários

  1. Os verdadeiros destinatários das mensagens dos discos acoplados às Voyagers não são os hipotéticos alienígenas, mas nós próprios, a humanidade presente e futura, pois o maior simbolismo deles é a esperança no amanhã para nossa espécie, as mensagens de paz, as imagens mostrando a diversidade cultural, da fauna, da flora, as belezas da Terra, essa jóia única a ser preservada e cuidada com carinho. São mensagens que continuam atuais e que, infelizmente, ainda não foram assimiladas.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.