(Créditos da imagem: ALAMY).

Um novo tipo de célula imune que ataca e destrói vários tipos de câncer foi descoberta por acidente por cientistas britânicos.

Pesquisadores da Universidade de Cardiff estavam analisando sangue de um banco no País de Gales, procurando células imunológicas capazes de combater bactérias, quando encontraram um tipo totalmente novo de célula, nomeada “célula T”.

Essa nova célula imune carrega um receptor nunca visto antes, que age como um “gancho”, agarrando-se à maioria dos tumores que afetam os seres humanos, sem afetar as células saudáveis.

Publicidade

Em estudos de laboratório, as células T conseguiram identificar e matar células causadoras de câncer de pulmão, pele, sangue, cólon, mama, ossos, próstata, ovário, cervical e renal.

Imunoterapia contra o câncer, uma descoberta que é esperança para tratar todos os tipos da doença. O gráfico explica como funcionaria na prática. (Créditos da imagem: BBC).

O professor Andrew Sewell, principal autor do estudo e especialista em células T da Faculdade de Medicina da Universidade de Cardiff, classificou a descoberta como “altamente incomum” e apontou para a possibilidade de um tratamento “universal” para diversos tipos de câncer.

“Esta foi uma descoberta acidental, ninguém sabia que essa célula existia”, disse Sewell ao The Telegraph.

Publicidade

Os pesquisadores ainda não conseguiram determinar o quão comum o novo tipo de célula T é. “Pode ser bastante raro, ou pode ser que muitas pessoas tenham estes receptores, mas que por algum motivo eles não sejam ativados. Nós ainda não sabemos”, explicou o professor. [The Telegraph e Olhar Digital].

Referência:

  1. SEWELL, Andrew et al. “Genome-wide CRISPR–Cas9 screening reveals ubiquitous T cell cancer targeting via the monomorphic MHC class I-related protein MR1”; Nature Immunology, 2020. Acesso em: 22 jan. 2020.