(Créditos da imagem: Seth Wenig/AP Photo).

G1 — O estado de Nova York eliminou na última quinta-feira (13) a isenção religiosa que permitia aos nova-iorquinos não se vacinarem por motivos religiosos.

A medida, assinada pelo governador Andrew Cuomo após aprovação no Congresso local, veio em resposta ao atual surto de sarampo no estado, que afeta principalmente uma comunidade de judeus ortodoxos.

A lei entra em vigor imediatamente, e estudantes não vacinados terão 30 dias para provar que receberam cada vacina requerida.

Publicidade

No Congresso nova-iorquino, a proposta recebeu 77 votos a favor e 55 contra. O parlamentar Jeff Dinowitz, um dos incentivadores da medida, afirmou que a lei vai salvar vidas.

“Eu não sei de nada na Torá, na Bíblia, no Corão ou em qualquer outro lugar que sugira que você não deva se vacinar”, afirmou Dinowitz à Associated Press.

Publicidade

Mesmo com a medida tomada em Nova York, a isenção da vacina por razões religiosas continua valendo em outros 45 estados norte-americanos.

Este texto foi originalmente publicado por G1. Leia o original aqui.
Compartilhe:
Ciencianautas
O Ciencianautas tem como objetivo popularizar a ciência de forma que ela seja acessível para todos.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.