Registro da NGC 4861 feita pelo Telescópio Espacial Hubble. (Créditos da imagem: NASA/ESA/HST).

O Telescópio Espacial Hubble registrou uma nova imagem da galáxia NGC 4861, localizada a 30 milhões de anos-luz de distância da Terra, que desafia a sua classificação. Ela parece ser uma pequena galáxia confusa, mas um estudo publicado há alguns anos na Astronomy & Astrophysics mostrou que as coisas não são tão simples.

Quando os pesquisadores estimaram as propriedades de massa da NGC 4861, eles descobriram que os dados são consistentes com uma galáxia espiral. No entanto, a imagem do Hubble mostra uma região brilhante e densa repleta de novas estrelas jovens com uma trilha estelar mais escura que se estende para longe.

A aparência curiosa foi a razão pela qual a galáxia foi estudada em primeiro lugar. As galáxias anãs irregulares tendem a ter um menor potencial gravitacional, o que torna mais fácil para o material escapar. O material é propelido pelos ventos galácticos, um fluxo de partículas carregadas produzidos pelas estrelas (estrelas jovens explodindo podem gerar ventos particularmente fortes).

A NGC 4861 foi a candidata ideal para o estudo de ventos estelares em galáxias anãs. Os pesquisadores estudaram os fluxos de saída desse objeto e encontraram algo muito interessante.

Os fluxos de saídas se moveram a cerca de 30 quilômetros por segundo e, enquanto isso é rápido comparado com a nossa tecnologia, é bastante lento em comparação com a velocidade de escape das galáxias. Esta descoberta implica que, embora a NGC 4861 tenha todas as características certas (forte formação de estrelas, tamanho pequeno, entre outros), não mostra quaisquer sinais de ventos criados por estrelas.

Publicidade

Essa galáxia pode ser misteriosa por enquanto, porém, quanto mais estudarmos esses objetos incomuns, mais rápido descobrimos novos padrões.

Adaptado de Alfredo Carpineti para o IFLScience.

Referências:

  1. VAN EYMEREN, Janine et al. “A kinematic study of the irregular dwarf galaxy NGC 4861 using H I and Hα observations”; Astronomy & Astrophysics. Acesso em: 03 dez. 2017.
Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 17 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.