(Créditos da imagem: NASA/JPL-Caltech).

A NASA divulgou recentemente um conjunto de imagens de tirar o fôlego que foram obtidas pelo Telescópio Espacial Spitzer, que será aposentado no próximo ano.

O equipamento, que foi lançado em 2003, foi desenvolvido visando observar o Universo no espectro infravermelho, pois a radiação infravermelha é emitida pelos corpos mais frios do Cosmos (exoplanetas, estrelas de pequenas dimensões e pouco brilhantes, etc.). Logo, para o telescópio funcionar adequadamente, ele precisa manter uma temperatura próxima ao zero absoluto e, para isso, o equipamento contava com hélio líquido. Mas, infelizmente, o hélio acabou em 2009 e inutilizou dois dos três equipamentos de captura do Spitzer.

Ainda assim, o telescópio continua com sua tarefa de observar objetos distantes e permitir que, através de suas imagens, os cientistas possam descobrir mais informações sobre a evolução do Universo.

Publicidade

Abaixo, algumas das imagens obtidas há pouco pelo Spitzer.

as estruturas em tons esverdeados representam nebulosas, entre elas a Cefeu C, à esquerda da foto, e Cefeu B, no canto superior direito, assim como estrelas que se encontram espalhadas por essa região do espaço. (Créditos da imagem: NASA/JPL-Caltech).
(Créditos da imagem: NASA/JPL-Caltech).

A NASA informou que as atividades do Spitzer serão finalizada no final de janeiro do próximo ano porque, embora a agência tenha tentado, nenhuma empresa privada quis manter o projeto em funcionamento. [Terra].

Publicidade
Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.