(Créditos da imagem: Reprodução).

Um menino de 10 anos na China estava brincando perto de um lago e acidentalmente desenterrou um ovo fossilizado que levou à descoberta de um ninho de dinossauro muito raro que tem 66 milhões de anos. A descoberta é apenas a mais recente em uma cidade que se tornou famosa por seu número de achados de dinossauros, especialmente ovos fossilizados.

A descoberta foi feita na cidade de Héyuán, na província de Guangdong. Zhang Yangzhe estava brincando em um aterro, perto do rio Dong, sob a supervisão de sua mãe, quando ele fez o achado. De acordo com Ladbible, “ele estava tentando encontrar algo que pudesse quebrar nozes”. Zhang ama a ciência e sempre foi fascinado por dinossauros, então este foi o achado de uma vida.

“Estranha pedra” no solo

Enquanto cavava o solo, o menino viu uma “pedra estranha”. A pedra estava enterrada no solo e ele cavou com muito cuidado. Inicialmente ele achou que a rocha tinha círculos em sua superfície e sua primeira impressão foi de que era um pedaço de cimento.

Publicidade

Após uma inspeção mais aprofundada, ele sabia que era algo incomum e suspeitava que fosse um ovo de dinossauro baseado em sua forma particular. Ele disse à mídia local que “aprendeu sobre ovos de dinossauros em livros e no corredor cultural da escola”. Zhang pediu ajuda a sua mãe, Li Xiaofang, para entender o que ele havia encontrado. Em seguida, eles contataram o museu local e informaram sobre a descoberta e os dois esperaram no local até que os especialistas chegassem.

Ninho de ovos de dinossauro

Os especialistas confirmaram imediatamente que a “estranha pedra” era um ovo fossilizado. Nos dias seguintes, eles começaram a escavar o local onde Zhang fizera sua descoberta. Durante a escavação, encontraram mais dez ovos idênticos ao descoberto pelo garoto. Eles determinaram que Zhang havia encontrado um ninho de dinossauro porque todos foram desenterrados em uma pequena área. Os fósseis têm aproximadamente 9,1 cm de diâmetro.

Publicidade

Os especialistas levaram os ovos para um exame mais aprofundado no Museu dos Dinossauros de Héyuán. Acredita-se que eles tenham surpreendentes 66 milhões de anos.

Huang Ding, que anteriormente era diretor do Museu dos Dinossauros de Héyuán, afirmou que “os fósseis vieram do final do período cretáceo”, de acordo com o Daily Mail. O cretáceo foi a Era anterior à extinção em massa dos dinossauros, há cerca de 65 milhões de anos.

Um modelo de um ninho de dinossauro. (Créditos da imagem: Jaroslav Moravcik/Adobe Stock).

“Lar dos dinossauros”

A descoberta de um ninho de dinossauro raro não é tão incomum na cidade de Héyuán, que tem uma população de três milhões de habitantes. Houve inúmeros achados de fósseis de dinossauros e especialmente ovos. De acordo com o Sun, por causa das descobertas, “Héyuán tornou-se conhecida como ‘a casa dos dinossauros’ da China”.

A primeira grande descoberta de ovos de dinossauro foi em 1996, também perto do rio Dong, onde o garoto fez sua descoberta. Em 2015, operários que instalavam tubos de esgoto encontraram mais de 40 ovos. Conforme o Daily Mail, mais de 17 mil ovos foram escavados na cidade e 10 mil estão agora armazenados ou em exposição no Museu dos Dinossauros de Héyuán, que possui o maior acervo de ovos pré-históricos fossilizados do mundo. [Ancient Origins].

Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

4 comentários

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.