(Créditos da imagem: Roge Viollet/REX/Shutterstock).

A física e química Marie Curie é famosa por ser duas vezes vencedora do prêmio Nobel. Recentemente, ela recebeu outro título: a mulher mais influente de todos os tempos, de acordo com a BBC History Magazine.

Curie ocupa o primeiro lugar na lista de 100 mulheres icônicas que moldaram as trajetórias da política, literatura, ativismo e muito mais. As 100 figuras femininas foram nomeadas por 10 especialistas, cada um representando um campo diferente do empreendimento humano, e os leitores da BBC History ajudaram a elencar as mulheres selecionadas.

A física polonesa abriu caminhos na virada do século XX ao descobrir dois novos elementos, cunhou o termo radioatividade e desenvolveu uma máquina de raio-X portátil para ajudar a tratar soldados durante a Segunda Guerra Mundial. E suas realizações não são meramente monumentais porque ela era uma mulher. Quando ela ganhou seu segundo prêmio Nobel, ela se tornou a primeira pessoa a ganhar o prêmio duas vezes. Até hoje, ela continua sendo a única pessoa, independente do gênero, a receber prêmios Nobel por duas ciências diferentes (física e química).

Publicidade

Nascida em 7 de novembro de 1867, Curie teve uma infância de muita pobreza na cidade de Varsóvia, na Polônia. Ao se mudar para Paris para cursar a faculdade, Curie sofreu muito preconceito por ser estrangeira e mulher.

Na Cidade das Luzes, Curie conheceu Pierre Curie, que se tornara o seu marido e parceiro científico. Juntos, o casal identificou dois elementos que viriam ser parte da tabela periódica: o rádio e o polônio.

Publicidade

Mesmo com todo o reconhecimento, a polonesa ainda sofreu muitas represálias machistas na ciência e, por ser mulher, ela nunca recebeu apoio financeiro em suas pesquisas, de acordo com a BBC.

Curie morreu em 4 de julho de 1934, vítima de anemia aplástica, uma doença sanguínea causada pela exposição à radioatividade química. [BBC History].

Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.