(Créditos da imagem: Reprodução).

Batizada de Lua do Caçador, o fenômeno trata-se apenas da primeira Lua cheia após o equinócio de outono no hemisfério norte, que coincide com o equinócio de primavera no hemisfério Sul.

Ela leva esse nome pois, como o hemisfério norte acabou de sair do verão, os animais estão mais gordos e prontos para serem caçados. O fenômeno permitia que os povos primitivos soubessem se preparar para o inverno. A importância é tanta que pode-se observar elementos que remetem ao fenômeno em diversas culturas de tribos e povos do hemisfério norte; indígenas norte-americanos, povos europeus, hebreus, etc.

É um fenômeno bastante bonita, pois a Lua fica maior e com uma cor mais alaranjada, o primeiro, pela proximidade da Terra Lua, um objeto bonito para ser observado é Júpiter, que estará mais brilhante. [NASA].

Publicidade
Compartilhe:
Avatar
Mais um insignificante humano habitando um pálido ponto azul no vasto oceano cósmico circundante. Com minha ilusória auto-importância, característica humana, me aventuro pelo jornalismo científico. Apaixonado pela ciência desde criança, sou uma das poucas pessoas que como diz Carl Sagan, “passam pelo sistema com sua admiração e entusiasmo intactos”. Atualmente faço o ensino médio em uma ETEC e escrevo para o Ciencianautas.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.