(Créditos da imagem: NASA/JPL/MSSS/Gerald Eichstädt/Justin Cowart).

Júpiter é o maior dos oito planetas do Sistema Solar e possui uma beleza rica em detalhes. Durante todo o mês de junho, o planeta será ainda mais brilhante no céu noturno.

Ademais, o gigante gasoso ficará em oposição nesta segunda-feira (10), ou seja, a face virada para a Terra ficará 100% iluminada pelo Sol e o corpo celeste ficará a cerca de 640 milhões de quilômetros de distância da Terra.

Não é necessário o auxílio de equipamentos astronômicos para observar o astro, mas a utilização de telescópios ou binóculos permite ao observador uma experiência fantástica: ver as luas galileanas Io, Europa, Ganimedes e Calisto.

Publicidade

“O maior planeta do sistema solar é uma joia brilhante a olho nu, mas parece ainda mais fantástico através de binóculos ou um pequeno telescópio, o que permitirá que você identifique as quatro maiores luas, e talvez até vislumbre as nuvens que circundam o planeta ”, disse a NASA em vídeo sobre o céu noturno de junho.

Para triunfar o fenômeno, basta olhar na direção leste logo após o pôr-do-Sol. O planeta é visto como um ponto branco e muito brilhante. [Mistérios do Espaço].

Publicidade
Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.