Um cientista japonês planeja inserir células humanas em embriões de ratos. (Créditos da imagem: Science Pictures ltd/SPL).

Um cientista japonês da Universidade de Tóquio acabou de obter permissão do governo para criar embriões de animais que contêm células humanas, trabalho que pode levar, eventualmente, ao cultivo de órgãos humanos em hospedeiros animais para fins de transplante.

O trabalho é significativo por causa do território ético perigoso, assim como seu histórico político: em março, o Ministério da Educação e Ciência do Japão tomou a decisão polêmica de não só transplantar embriões híbridos em animais, mas também trazê-los à vida.

O pesquisador-chefe, Hiromitsu Nakauchi, já modificou geneticamente ratos e camundongos para não desenvolver um pâncreas. Em seguida, sua equipe tentará colocar células-tronco humanas em óvulos fertilizados desses animais para que possam crescer novamente um pâncreas.

Publicidade

O objetivo é um dia cultivar órgãos humanos dentro de porcos ou ovelhas, diminuindo a escassez de órgãos disponíveis para transplante. [Futurism].

Referência:

  1. CYRANOSKI, David. “Japan approves first human-animal embryo experiments”; Nature. Acesso em: 31 jul. 2019.
Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

1 comentário

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.