Os circuitos de qubit do Google são construídos com materiais supercondutores e são mantidos em temperaturas muito baixas. (Créditos da imagem: Google).

O Google informou que alcançou a “supremacia quântica”, um marco importante para o desenvolvimento de computadores quânticos. De acordo com o The Financial Times, o anúncio foi feito em um artigo publicado no site da NASA, mas foi retirado da plataforma logo em seguida.

Conforme o artigo, intitulado “Supremacia quântica usando um processador supercondutor programável”, o experimento marca o primeiro cálculo que só pode ser realizado em um processador quântico.

O computador quântico do Google foi capaz de resolver um cálculo em 3 minutos e 20 segundos que levariam cerca de 10 mil anos para o supercomputador mais rápido do mundo, o Summit. Isso significa que o cálculo não pode ser realizado por um computador tradicional, tornando o Google o primeiro a demonstrar supremacia quântica.

Publicidade

Apesar de atingir o marco, é provável que os computadores quânticos capazes de realizar tarefas práticas ainda estejam a anos de distância. No entanto, uma vez desenvolvidos, espera-se que os computadores tenham implicações enormes em áreas tão diversas quanto a criptografia, a química e a inteligência artificial.

O Google espera que o poder dos computadores quânticos se expanda a uma “dupla taxa exponencial”.

Publicidade

O Google informou anteriormente que esperava alcançar a supremacia quântica até o final de 2017, no entanto, o sistema de 72-qubit desenvolvido por eles revelou-se muito difícil de controlar. Depois disso, o Google desenvolveu um design de 53-bits chamado de Sycamore, que foi usado para alcançar o avanço recente. [The Verge].

Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.