A justaposição desses dois crânios fósseis mostra como um dente canino grande e curvo de um tigre-de-dentes-de-sabre se encaixa perfeitamente no crânio fóssil de outro membro da mesma espécie. (Créditos da imagem: N. R. Chimento).

Os tigres-de-dente-de-sabre podiam, às vezes, usar seus formidáveis ​​dentes caninos como armas mortais para perfurar os crânios de seus rivais.

Já se suspeitava que os felinos da espécie Smilodon usavam seus enormes caninos para abater suas presas, muito provavelmente arrancando a garganta. Mas alguns pesquisadores argumentaram que os dentes aduniformes, que podiam alcançar até 28 centímetros de comprimento nas maiores espécies, eram muito finos e frágeis para perfurar os ossos sem quebrar.

Entretanto, uma nova análise de dois crânios de Smilodon, uma espécie de  tigre-de-dente-de-sabre, contesta essa ideia, informou uma equipe de pesquisadores argentinos liderada por Nicolás Chimento. Enormes furos na parte superior de crânios fósseis combinam com o tamanho e a forma dos caninos dos tigres-de-dente-de-sabre, relatam os pesquisadores na edição de maio da revista Compend Rendus Palevol. De acordo com os autores, ferimentos semelhantes às vezes são vistos em leopardos, onças e chitas.

Publicidade

Conforme Chimento, paleontologista do Museu de Ciências Naturais Bernardino Rivadavia, em Buenos Aires, os caninos de Smilodon eram fortes o suficiente para penetrar ossos e eram formidáveis ​​armas de caça. As lesões do crânio provavelmente foram feitas durante brigas enquanto “lutavam por territorialidade, fêmeas ou comida”.

Os crânios perfurados foram descobertos no nordeste da Argentina. Um colecionador amador encontrou um em 1992, enquanto o coautor Javier Ochoa, paleontólogo do Museu Regional Florentino Ameghino, em Córdoba, encontrou o outro. [ScienceNews].

Publicidade
Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.