(Créditos da imagem: CMSE/Victor Tangermann).

Nesta sexta-feira (19), a estação espacial chinesa Tiangong-2 será formalmente desativada — de maneira brutal.

A Tiangong-2 acionará seus propulsores para cair em uma parte isolada do Oceano Pacífico, segundo o New Scientist, marcando o fim da jornada de três anos do protótipo da estação espacial.

A China sempre planejou destruir a Tiangong-2. Todas as pesquisas e missões planejadas para a estação espacial foram feitas, de acordo com o New Scientist, então agora não há razão para deixá-la em órbita.

A Tiangnog-2 vai cair para dar lugar à estação espacial de tamanho real e mais permanente da China, que deverá ser lançada em 2020.

A maior parte da Tiangong-2 será incinerada ao atravessar a atmosfera terrestre. Entretanto, alguns fragmentos sobreviverão à reentrada, então eles estão sendo lançados em direção ao Point Nemo, uma parte remota do Oceano Pacífico, apelidada de “cemitério de espaçonaves”.

Uma vez lá, a Tiangong-2 descansará para — presumivelmente — a eternidade ao lado de centenas de foguetes, satélites e outras espaçonaves descartadas. [Futurism].