A formação do nosso Sistema Solar aconteceu dentro de uma nebulosa, que além de dar origem ao Sol e aos planetas, ela girava num sentido anti-horário e, por conta disso, basicamente tudo que existe hoje no sistema herdou esse movimento e gira no mesmo sentido desde então.

Continua após a publicidade

Claro, isso seria o esperado se não houvesse dois mundos que desafiam essa lógica: Vênus e Urano, dois planetas separados por grandes distâncias e que apresentam um movimento rotacional retrógrado, ou seja, eles giram no sentido contrário aos demais planetas.

Neste vídeo, Alexsandro Mota explica por que estes dois planetas apresentam tal movimento.