(Créditos da imagem: Reprodução).

Quando nos aproximamos muito de um corpo, temos a sensação de o estar tocando. Mas o que realmente acontece é a chamada repulsão elétrica (fenômeno do afastamento entre duas partículas que possuem cargas elétricas idênticas, ou melhor, de mesmo sinal [positivo, positiva; ou negativo, negativo]). Por isso, portanto, não tocamos em nada.

Todavia, a repulsão elétrica não é uma força infalível. Quanto são submetidos a altas temperaturas e altas pressões, os átomos de hidrogênio, por exemplo, ganham uma força suficientemente forte o bastante para vencer a repulsão. Sempre que isso acontece, temos a fusão nuclear, fenômeno que permite que as estrelas brilhem e liberem energia através do Universo.

(Créditos da imagem: Reprodução/Cosmos: A Spacetime Odyssey).