Concepção artística da estrela HD74423 com sua companheira anã vermelha. (Créditos da imagem: Gabriel Pérez Díaz/IAC).

Recentemente, uma estrela totalmente fora do comum foi descoberta por astrônomos amadores. Trata-se da HD74423, uma estrela com a forma de gota. Esta descoberta pode mudar o conceito de como as estrelas podem ser. A cerca de 1.500 anos-luz de distância, ela possui 70% mais massa do que o Sol e faz parte de um sistema binário.

A estrela foi descoberta por astrônomos amadores ao analisarem dados do Transiting Exoplanet Survey Satellite (TESS). Além do formato peculiar, ela pulsa de uma maneira distorcida, devido à atração gravitacional da sua companheira, uma anã vermelha que leva 1,6 dia para dar um volta na estrela-gota, e que também é a causadora do formato.

O estudo foi publicado na revista Nature. Desde 1980, os astrônomos sabiam, em teoria, que estrelas assim deveriam existir, mas somente agora que puderam comprovar. 

“Estamos procurando uma estrela assim há quase 40 anos e agora finalmente encontramos”, disse o astrônomo Don Kurtz, da Universidade de Lancashire, no Reino Unido.

Atualmente, o projeto é mantido em conjunto por um grupo de astronautas de sete países.  “Esse é um arranjo de trabalho raro. Temos um acordo para compartilharmos nossos resultados dentro do grupo antes de enviá-los para publicação”, disse o coautor da pesquisa, Simon Murphy, da Universidade de Sydney, na Austrália.

A estrela parece ser mais nova que o Sol, mas os astrônomos ainda não sabem ao certo sua idade. Todas as características, desde sua companheira à o seu formato, a tornam um estrela singular. Em estrelas quentes, geralmente são encontrados traços de metais, mas na estrela gota, não. “Isso faz com que ela seja um tipo raro de estrela quente”, afirmou Murphy. [CNN].