(Créditos da imagem: Reprodução).

Adriana Cruz | Jornal da USP — Cinco docentes da USP estão entre os pesquisadores mais influentes do mundo. A conclusão é de uma pesquisa elaborada pela consultoria britânica Clarivate Analytics e divulgada no dia 19 de novembro. Figuram na classificação os professores Andre Russowsky Brunoni e Renata Bertazzi Levy, da Faculdade de Medicina (FM); Houtan Noushmehr, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP); Paulo Eduardo Artaxo Netto, do Instituto de Física (IF); e Carlos Augusto Monteiro, da Faculdade de Saúde Pública (FSP).

Divulgada anualmente desde 2014, a lista Highly Cited Researchers é elaborada a partir de uma análise da quantidade de citações de artigos publicados por um pesquisador ao longo de uma década, utilizando a plataforma Web of Science. Os selecionados para a lista pertencem ao grupo dos 1% de pesquisadores que mantiveram as mais altas médias de citações durante o período.

Neste ano, ao todo, foram selecionados 6.216 pesquisadores em 21 áreas do conhecimento. Os Estados Unidos são o país com maior número de pesquisadores mencionados, 2.737 ao todo; em seguida, aparece a China, com 636; e, em terceiro lugar, o Reino Unido, com 516. A Universidade de Harvard (EUA) é a instituição de pesquisa com maior número de pesquisadores citados, 203.

Publicidade

A lista também inclui 23 laureados com o Prêmio Nobel, dos quais três foram anunciados este ano: Gregg L. Semenza, na área de Medicina; John B. Goodenough, em Química; e Esther Duflo, em Economia.

Além dos docentes da USP, outros dez pesquisadores brasileiros são mencionados: Adriano Gomes Cruz (Instituto Federal do Rio de Janeiro – IFRJ), Alvaro Avezum (Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia), Cesar G. Victora (Universidade Federal de Pelotas); Flavio Kapczinski (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Henriette M. C. de Azeredo e Renata Valeriano Tonon (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa), José A. Marengo (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe), Mauro Galetti (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Unesp), Miriam D. Hubinger (Universidade Estadual de Campinas – Unicamp) e Roldan Muradian (Universidade Federal Fluminense – UFF).

Publicidade

“A presença desses pesquisadores na lista elaborada pela Clarivate demonstra a influência significativa da produção científica brasileira no mundo. São pesquisadores que sobressaem pelo alto índice de citação por seus pares e contribuem para ampliar as fronteiras do conhecimento”, destaca o reitor da USP, Vahan Agopyan.

Este texto foi originalmente publicado por Jornal da USP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.
Compartilhe:
Ciencianautas
O Ciencianautas tem como objetivo popularizar a ciência de forma que ela seja acessível para todos.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.