O brasileiro Miguel Nicolelis publicou o vídeo com os pacientes caminhando em sua conta no Twitter. (Créditos da imagem: Reprodução).

Na última sexta-feira (10), o neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis publicou na prestigiada revista Scientific Reports o resultado do seu estudo que devolveu os movimentos das pernas para dois paraplégicos.

O neurocientistas elaborou o estudo a partir de várias abordagens que culminou no desenvolvimento de um novo dispositivo de estimulação muscular e uma interface cérebro-máquina. De acordo com Nicolelis, os dois pacientes que apresentavam paraplegia crônica “foram capazes de caminhar com segurança apoiados em 70% do peso do próprio corpo, acumulando ao todo 4.580 passos”.

Na apresentação, um vídeo especificou o progresso dos dois pacientes com a interface cérebro-máquina que é considerada não-invasiva.

Publicidade

Durante a apresentação, Nicolelis aproveitou a oportunidade para fazer uma crítica aos cortes nas universidades federais brasileiras. “Aqui novamente as imagens de um feito histórico da balbúrdia da ciência brasileira!”, referindo-se à declaração do ministro da Educação, Abraham Weintraub. [MSN].

Publicidade
Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.