(Créditos da imagem: Reprodução).

As chuvas de meteoros são fenômenos muito interessantes. Conhecidos como a passagem de estrelas cadentes, esses espetáculos acontecem seis vezes por ano com os nomes de Líridas, Eta Aquáridas, Delta Aquáridas, Orionidas, Leonidas e Geminídeas. Agora, no início de maio, é a vez da Eta Aquáridas.

Essa chuva de meteoros tem o nome de Eta Aquáridas por acontecer próxima da constelação de Aquário. A órbita do nosso planeta passará perto da zona de detritos deixados pelo famoso cometa 1P/Halley, que serão atraídos pela força gravitacional da Terra, brilhando ao entrar na atmosfera terrestre.

A Eta Aquáridas pode produzir até 20 meteoros por hora, sendo que em alguns anos este número pode aumentar consideravelmente.

Para observar o evento, basta procurar pela constelação de Aquário, ao leste, a partir das 01h30 do dia 06. Para facilitar, o planeta Marte estará próximo à constelação com seu característico brilho avermelhado. Infelizmente, neste ano a Lua estará presente no céu, o que dificultará a observação dos meteoros.

Constelação de Aquário. (Créditos da imagem: Stellarium).

Não é necessário o uso de equipamentos astronômicos para observar uma chuva de meteoros, mas é importante um céu noturno escuro. Assim, para observar o espetáculo de uma chuva de meteoros, desloque-se para uma zona com pouca poluição luminosa.