Foguete Longa Marcha 2F. (Créditos da imagem: Ng Han Guan).

O anúncio foi feito após a SpaceX anunciar que pretende enviar duas pessoas para a órbita lunar em 2018.

Missão da China à Lua

A nave espacial da China será projetada para ser recuperável, com mais capacidade do que outras naves espaciais semelhantes.

Em comparação com a nave espacial Orion, projetada pela NASA — construída para transportar astronautas à Lua, à Marte e à asteroides —, a nave chinesa realizará operações de aterragem na Lua e de órbitas terrestres. A primeira missão acontecerá em 2023.

Publicidade

A China na corrida espacial

Apesar de se juntar à corrida espacial recentemente (a primeira missão tripulada foi em 2003), as conquistas da China estabeleceram firmemente o país como um importante concorrente.

Em termos de lançamentos de foguetes a China já ultrapassou a Rússia, atingindo um total de 22 lançamentos . A Rússia — apesar de ter um programa espacial de longa data — ficou para trás com 17 lançamentos.

Publicidade

Além disso, a missão tripulada da China mais recente enviou dois astronautas para passar um mês a bordo da Estação Espacial Chinesa (Tiangong-1).

De Kelsey R. Marquart e June Javelosa para o Futurism.
Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.