(Créditos da imagem: Virgin Galactic).

“Ir com o mesmo veículo em segurança para o espaço e voltar duas vezes em pouco mais de dois meses, enquanto ao mesmo tempo expandimos o envelope de voo, é a prova da capacidade única que construímos dentro das organizações Virgin Galactic e The Spaceship Company. Eu estou imensamente orgulhoso de todos os envolvidos”, disse o famoso bilionário Richard Branson sobre um novo marco de sua empresa espacial, Virgin Galactic. A empresa trouxe seus primeiros passageiros espaciais de volta para a Terra.

A SpaceShip 2, como a nave é chamada, é lançada de uma forma um tanto peculiar. Dois aviões formam um transportador, que a leva a determinada altura. Após isso, ela é liberada e seu motor de foguete é acionado.

Tripulando a nave estavam Dave Mackay, Mike “Sooch” Masucci e Beth Moses, sendo que Beth simulava um cliente, como em uma viagem turística, além de analisar dados variáveis para estudar a viabilidade de um passageiro turístico.

Publicidade

“Tendo Beth voar na cabine hoje, começando a garantir que a jornada de nossos clientes seja tão perfeita quanto a própria nave espacial, traz um enorme senso de antecipação e entusiasmo para todos nós aqui que estão ansiosos para experimentar o espaço para nós mesmos”, conclui Branson.

O episódio foi um marco para a corrida espacial privada. Enquanto durante a Guerra Fria a disputa era entre governos, hoje temos empresas em guerra, nos diversos ramos espaciais.

Publicidade

A nave chegou a mais de 3750 km/h, pouco mais de 3 vezes a velocidade do som. Na reentrada enfrentaram uma velocidade um pouco menor, mas ainda próxima. O pouso foi feito com sucesso no aeroporto de Mojave, nos Estados Unidos no último dia 22.

Referências:

  1. DAPCEVICH, Madison.Virgin Galactic Space Plane Just Took Its First Passenger To Space”; IFL Science. Acesso em: 25 fev. 2019.
  2. Virgin Galactic. “Virgin Galactic Makes Space for Second Time in Ten Weeks with Three On Board, Reaching Higher Altitudes and Faster Speeds, as Flight Test Program Continues”. Acesso em: 25 fev. 2019.
Compartilhe:
Avatar
Mais um insignificante humano habitando um pálido ponto azul no vasto oceano cósmico circundante. Com minha ilusória auto-importância, característica humana, me aventuro pelo jornalismo científico. Apaixonado pela ciência desde criança, sou uma das poucas pessoas que como diz Carl Sagan, “passam pelo sistema com sua admiração e entusiasmo intactos”. Atualmente faço o ensino médio em uma ETEC e escrevo para o Ciencianautas.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.