(Créditos da imagem: Ewen Chesser /Shutterstock).

Enquanto a humanidade continua a devastar o planeta, o número de mortos continua a aumentar.

A União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês) acrescentou mais de 7 mil espécies, incluindo primatas, raias, peixes e árvores “icônicas” à sua lista de espécie ameaçada de extinção, segundo a Agence France-Presse. É um sinal perturbador de quanta destruição está sendo causada pelas mudanças climáticas motivadas pelo homem.

Pode ser difícil visualizar um números tão grande — cerca de 7 mil espécies à beira da extinção pode invocar a imagem de um único primata, uma árvore grande, talvez até mesmo um pássaro desaparecendo. Mas isso significa que cada uma dessas 7 mil espécies está à beira da erradicação total.

Publicidade

“A natureza está declinando a taxas sem precedentes na história da humanidade”, disse à AFP o diretor-geral interino da IUCN, Grethel Aguilar. “Precisamos acordar para o fato de que conservar a diversidade da natureza é do nosso interesse”. [Futurism].

Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.