(Créditos da imagem: Alissa Anderson).

UOL — Entre aranhas, é normal que a fêmea mate o macho e se alimente dele após a relação sexual. Raro é que, antes do sexo, o macho amarre a fêmea usando suas teias. A aranha de nome científico Pisaurina mira faz algo que mais parece uma prática de “bondage” — fetiche sexual que consiste em amarrar o parceiro. Contudo, no mundo aracnídeo, o motivo de amarrar a fêmea é bem mais realista e prático do que fantasioso e prazeroso. O macho prende a fêmea com fios de teia antes do acasalamento para evitar ser morto e comido por ela.

Este texto foi originalmente publicado por UOL. Leia o original aqui.