(Créditos da imagem: NIAID/Victor Tangermann).

No mês passado, um coronavírus semelhante a uma pneumonia, chamado de 2019-nCoV, surgiu em Wuhan, na China. Desde então, ele se espalhou para todos os continentes populosos e infectou milhares de pessoas em todo o mundo — embora a grande maioria dos casos confirmados e todas as mortes estejam na China.

O coronavírus ceifou a sua primeira vida em 10 de janeiro e, desde então, o número de mortos subiu a um ritmo alarmante e acelerado. Ao todo, o 2019-nCoV tem uma taxa de mortalidade relativamente baixa e muitas das vítimas eram idosas.

O website Futurism, a fim de ilustrar a crescente taxa de mortalidade do vírus, criou o gráfico abaixo, que mostra o número de pessoas ceifadas pelo vírus ao longo do tempo. [Futurism].

Número total de mortes ao longo do tempo pelo 2019-nCoV. (Fonte: Futurism).