Ocultação de Saturno pela Lua em 2014. (Créditos da imagem: Colin Legg).

A primeira semana de outubro foi recheada de eventos astronômicos: começando pela boa visibilidade da Galáxia de Andrômeda e a conjunção envolvendo a Lua e Júpiter, a semana fechará com uma ocultação incrível do gigante de anéis pelo nosso satélite natural. O fenômeno será visível em algumas partes do Brasil, mas não deixando a desejar nos lugares onde não verá o evento acontecendo de fato — e você entenderá porquê.

Uma ocultação planetária acontece quando nossa Lua passa na frente de algum planeta do Sistema Solar. O fenômeno pode acontecer com Júpiter, Saturno ou até mesmo Vênus. Localizado a aproximadamente 1,4 bilhão de quilômetros de distância, o corpo planetário da vez trata-se do segundo maior planeta gasoso e o senhor dos anéis do sistema solar – isso mesmo, estamos falando de Saturno.

O movimento de revolução da Lua ao redor da Terra faz com que isso aconteça, e nosso satélite natural oculte diversos objetos celestes ao longo de sua trajetória ao redor do nosso planeta. No final das contas, o conceito por trás é o mesmo dos eclipses solares e sua visualização depende diretamente da posição geográfica do observador no globo. Neste sábado, por exemplo, apenas observadores nas regiões Sul, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil poderão observar a ocultação acontecendo.

Publicidade

O momento da ocultação será exatamente às 17h37min (horário de Brasília), no entanto, o céu claro dificultará a observação. Por outro lado, momentos depois acontecerá o reaparecimento do planeta por trás da Lua e não será difícil de ver. Não é necessário nenhum equipamento para observar, mas com a ajuda de um telescópio ou binóculos você poderá ver as crateras de Lua e o momento em que Saturno reaparece.

Simulação da conjunção planetária. (Créditos da imagem: Stellarium).

Quem mora em outras regiões não verá o fenômeno em si, mas observará uma conjunção planetária, onde Saturno estará coladinho com a Lua. Será tão incrível quanto ver a ocultação e será visível até por volta da meia-noite, momento onde os astros desaparecerão no horizonte.

Publicidade

Não deixe de observar este fenômeno incrível e registrá-lo. Boas observações!

Este texto foi originalmente publicado por Mistérios do Espaço. Leia o original aqui.
Compartilhe:
Avatar
Sou natural de Conceição do Coité, na Bahia e atualmente trabalho com a divulgação científica na internet, principalmente nas páginas Universo Racionalista e Mistérios do Espaço.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.