(Créditos da imagem: NASA).

Ao analisar os dados do último sobrevoo da sonda Cassini, da NASA, em 2017, os cientistas descobriram que a maior lua de Saturno, Titã, é coberta por lagos semelhantes aos encontrados na Terra.

A precipitação reabastece alguns lagos quando eles secam com o passar do tempo, assim como na Terra, confirmando uma teoria de longa data sobre a geologia do satélite natural. Mas há uma diferença óbvia da Terra: os lagos de Titã estão cheios de hidrocarbonetos líquidos, incluindo metano e etano — muito diferente da água doce encontrada no Lago Michigan, por exemplo.

As novas informações sobre os lagos, com quilômetros de extensão, fornecem dados importantes sobre a natureza da geologia de Titã — e como o polo norte da lua se contrasta ao hemisfério sul.

Publicidade

O artigo descrevendo a descoberta foi publicado na revista Nature Astronomy.