(Créditos da imagem: Shutterstock).

A Groenlândia está passando por um derretimento extremo, com especialistas prevendo outro ano recorde no que diz respeito à perda de gelo.

O país perdeu mais 2 bilhões de toneladas de gelo em um único dia na semana passada. Para colocar isso em algum tipo de perspectiva, é o peso equivalente a 340 pirâmides de Gizé, 80 mil estátuas da liberdade ou 12 milhões de baleias azuis.

A temporada de derretimento do Ártico é um evento natural que ocorre todos os anos, começando em junho e terminando em agosto, com taxas de pico ocorrendo em julho. No entanto, a escala de perda de gelo que está ocorrendo agora é extraordinária. Especialistas fizeram comparações com 2012, ano no qual foi registrado uma perda recorde de gelo, quando quase toda a camada de gelo da Groenlândia derreteu pela primeira vez na história documentada.

Publicidade

Neste ano, o derretimento do gelo começou três semanas antes da média, segundo a CNN. Além do mais, essa perda de gelo “prematuro” pode exacerbar ainda mais a perda nos próximos meses por causa do chamado “efeito albedo”.

O efeito albedo refere-se à quantidade de energia do Sol que é refletida de volta ao espaço. A neve branca e o gelo refletem a energia do Sol no espaço, resfriando a Terra e evitando o degelo adicional. Em contraste, a redução da cobertura de neve e gelo significa que mais energia será absorvida pelo planeta e, consequentemente, as temperaturas aumentam e mais gelo será derretido — é um ciclo vicioso.

Publicidade

Outro contribuinte é o ar úmido e de alta temperatura do Atlântico Central chegando às áreas da Groenlândia. [IFLScience].

Compartilhe:
Giovane Almeida
Sou baiano, tenho 18 anos e sou fascinado pelo Cosmos. Atualmente trabalho com a divulgação científica na internet — principalmente no Ciencianautas, projeto em que eu mesmo fundei aos 15 anos de idade —, com ênfase na astronomia e biologia.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.