(Créditos da imagem: NASA).

Cientistas climáticos das agências americanas NOAA e NASA, com estudos independentes, obtiveram dados que mostram que o ano de 2018 foi o quarto mais quente desde que as temperaturas globais começaram a ser medidas diretamente, ficando atrás, respectivamente, de 2017, 2016 e 2015. Além disso, 11 dos 12 meses de 2018 ficaram entre os cinco meses mais quentes, em relação a cada mês.

Segundos cientistas da NASA, as temperaturas estão cerca de 0,9ºC maiores do que a média entre 1951 e 1980. Desde a década de 1880, no entanto, a temperatura já subiu cerca de 1,1ºC.

Tal aumento na temperatura é, principalmente, devida a crescente emissão de gás carbônico na atmosfera a partir de atividades humanas (CO2) e outros gases do efeito estufa, segundo o diretor do Instituto Goddard para Estudos Especiais da NASA, Gavin Schmidt.

Publicidade

O mapa da NASA (acima) mostra como o aquecimento da Terra não é uniforme, embora na média tenha crescido.

Por Paulo Carlos.
Fonte:AccuWeather
Compartilhe:
Ciencianautas
O Ciencianautas tem como objetivo popularizar a ciência de forma que ela seja acessível para todos.

Deixe seu comentário!

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.